26 de agosto de 2013

as ranhuras da pele



não importam o tempo
e seus cacos rudes
afiados
nas ranhuras da pele
a ti ofereço o meu silêncio

4 comentários:

  1. tudo muito lindo por aqui...
    parabéns!
    uma ótima semana..

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ingrid, obrigada! Seja sempre bem-vinda!

    ResponderExcluir
  3. há sempre sol sob a pele apesar do tempo!

    ResponderExcluir
  4. Que a luz aqueça. Grata por sua presença, Manuel Pintor.

    ResponderExcluir

Bons ventos tragam você!
Grata por comentar.